História dos PCI

História dos PCI

OIP

Paramédicos de catástrofe Internacional -PCI ,  é uma organização internacional, não governamental e sem fins lucrativos que oferece ajuda médica e humanitária a populações em situações de emergência, em casos como conflitos armados, catástrofes, epidemias, fome e exclusão social. É a maior organização não governamental de ajuda humanitária do mundo, na área da saúde.

Paramédicos de catástrofe Internacional -PCI proporcionam também ações de longo prazo, na ajuda a refugiados, em casos de conflitos prolongados, instabilidade crônica ou após a ocorrência de catástrofes naturais ou provocadas pela ação humana. A organização foi criada com a ideia de que todas as pessoas têm direito a tratamento médico, e que essa necessidade é mais importante do que as fronteiras nacionais (com base na tese do direito de ingerência humanitária). Atualmente, a organização atua em mais de 70 países .

A Carta de PCI indica que as intervenções são realizadas em nome da ética médica universal, e não permite nenhuma discriminação de raça, religião, filosofia ou política

 

A organização foi criada por jovens médicos, jornalistas ,paramédicos ,sociólogos ,enfermeiros ,estudantes com experiência em missões de desenvolvimento e de ajuda médica humanitária onde desenvolveram atividades de apoio a população mais vulnerável e desprotegida .

Esta criação dos PCI foi realizada em virtude de em Portugal não existir ONG no âmbito médico humanitária capazes de responder com rapidez, eficiência e prontidão dentro do prazo de 8 a 12h no envio de ajuda médica humanitária para qualquer parte do mundo.

Neste sentido PCI foi criada com objetivo de intervir num curto espaço de tempo levando meios humanos e materiais para acudir a quem mais necessita tanto a nível nacional como internacional.

Sua assistência à saúde não é estritamente médica mas abrange ações nas áreas de nutrição, prevenção, formação de profissionais na área da saúde, água e saneamento, revitalização de hospitais e postos de saúde.