“Emergência na Costa do Marfim 201”

Paramédicos de Catástrofe Internacional ampliaram as suas actividades de ajuda humanitária de emergência para a Costa do Marfim.
Perante a crescente violência política na Costa do Marfim Paramédicos de Catástrofe Internacional depararam-se com a necessidade de ampliar as suas actividades de ajuda humanitária para apoiar feridos, detidos, deslocados internos e refugiados.
A Costa do Marfim vive um momento de extrema tensão de guerra Civil com confrontos armados entre os partidários de Alassane Ouattara considerado o legítimo vencedor das eleições presidenciais de Novembro e os do actual presidente Laurent Gbagbo que resiste a deixar o poder.

Desde sábado fugiram cinco mil pessoas da Costa do Marfim para a Libéria, subindo para vinte mil o número de refugiados actuais. O número de pessoas que abandona o país aumenta à medida que a comunidade internacional aperta o cerco a Laurent Gbagbo.
A maioria dos refugiados são mulheres e crianças, sendo que 60% destes têm menos de 17 anos. Os números são revelados no dia em que três líderes africanos se reuniram com Laurent Gbagbo para lhe fazer um ultimato.