Carta do Presidente

Carta do Presidente

Bruno Ferreira

Perante todas as suas atividades que temos o nosso único objetivo é servir o ser humano e contribuir para a concretização de um mundo menos conflituoso e sustentável. Levamos ajuda humanitária a toda a parte do mundo onde seja necessária a sua intervenção.

Caro(a) amigo(a)

Durante estes últimos anos de existência dos Paramédicos de Catástrofe Internacional a sua participação e apoio foram fundamentais para o desempenho das nossas atividades médicas e humanitárias em vários locais do mundo.

A ajuda humanitária existe para salvar vidas, aliviar o sofrimento e contribuir para restaurar o potencial de indivíduos quando suas vidas estão ameaçadas. Cada país onde Paramédicos de Catástrofe Internacional está presente enfrenta pelo menos uma destas situações: conflito armado, epidemias, violência social/exclusão de cuidados de saúde e desastres naturais. São eventos que desencadeiam uma resposta humanitária. É da nossa obrigação de chamar a atenção para este problema de forma a garantir que aqueles que precisam serão assistidos.

Para isso procuramos sempre demonstrar o nosso trabalho e empenho.
Integridade, coerência, operacionalidade, frontalidade, persistência e transparência é o nosso lema, no entanto necessitamos contar com a compreensão dos cidadãos, empresas e das instituições públicas que sabem o quanto é essencial para todos nós que esses objetivos sejam concluídos.

Tudo o que fazemos não passa de uma gota de água. As nossas ações e mensagens são apenas em nome de um ideal humano.

Convido-vos a viajar pelo nosso site e darem-nos a vossa atenção pois estamos a contribuir para o bem-estar da humanidade.

Reconhecemos as limitações da ajuda humanitária. Levar assistência às populações em todos os conflitos ou catástrofes não é uma tarefa fácil. As nossas ações refletem-se numa análise do potencial benéfico que podemos trazer e sempre questionamos a pertinência da nossa presença.
O acesso a cuidados de saúde é um direito fundamental de todos os seres humanos, independentemente da sua nacionalidade, religião, ideologia, raça ou possibilidades económicas. O facto desse direito fundamental não ser garantido a um enorme número de pessoas, quer em Portugal quer no estrangeiro justifica a ação de Paramédicos de Catástrofe Internacional. Como organização não governamental (ONG) de ajuda humanitária e cooperação para o desenvolvimento a prestação de cuidados globais de saúde é o pilar da ação.

Não combatemos apenas a doença, lutamos para fazer chegar aos mais desprotegidos um conceito alargado de saúde que inclui o bem-estar físico, psicológico e social tal como foi definido pela Organização Mundial de Saúde na conferência que decorreu em 1979 em Alma-Ata.
A denúncia das injustiças sociais junto da opinião pública para que o aumento da consciência social de cada um seja a garantia da recusa das injustiças cometidas todos os dias um pouco por todo o mundo. Como afirma o nosso lema “Tudo por um Sorriso“ conseguimos manter o nível global da nossa atividade de anos anteriores com rigor, prudência e sustentabilidade.

Assente na vontade de concretizar o sonho de alargar ao mundo as fronteiras da solidariedade pretendemos continuar a lutar com tenacidade com uma equipa incansável o apoio de muitos amigos, por uma Humanidade mais forte, mais justa e mais sustentável de forma a permitir um futuro diferente e melhor para as próximas gerações. É notável também o dinamismo da sociedade civil, voluntários nacionais e internacionais das pequenas organizações que em todo o território nacional e internacional promovem abnegadamente a divulgação dos nossos objetivos.

Em nome da minha equipa operativa e de voluntários pertencentes a esta unidade operacional de emergência e de todos aqueles que levamos um sorriso, solidariedade, amizade e ajuda humanitária, gostaria de agradecer o vosso apoio incondicional, sem vocês seria impossível desenvolver um trabalho humanitário e de cooperação para o desenvolvimento de forma tão independente e profissional.

Cordialmente Grato, e bem hajam…

O Presidente e fundador dos Paramédicos de Catástrofe Internacional
Bruno Ferreira

 

Informação de propriedade intelectual

Entende-se por “conteúdo do site“ da Paramédicos de catástrofe Internacional -PCI , toda a informação presente neste portal, nomeadamente texto, imagens, ilustrações, design gráfico, webdesign e software, contactos, entre outros.

Os direitos de propriedade intelectual sobre todos os conteúdos do Jornal On-line que não sejam de fornecimento externo e como tal devidamente identificados, são da titularidade da Paramédicos de Catástrofe Internacional -PCI ,encontrando-se, como tal, protegidos nos termos gerais de direito e pela legislação nacional e internacional existente relativa à proteção da propriedade industrial, dos direitos de autor e direitos conexos, bem como pela lei da criminalidade informática.

Este website contém ainda textos, ilustrações e fotografias que não podem ser copiados, alterados ou distribuídos sem a autorização expressa dos seus autores.

É expressamente proibida a cópia, alteração, reprodução, exibição, difusão, distribuição, armazenamento, transmissão, impressão, ou utilização dos conteúdos deste website, por qualquer forma ou para qualquer propósito, sem a prévia autorização expressa da Paramédicos de Catástrofe Internacional -PCI  ou dos seus autores relativamente ao conteúdo que se encontra licenciado e devidamente identificado. Os Paramédicos de catástrofe Internacional -PCI  e/ou seus diretores e funcionários rejeitam qualquer responsabilidade pela usurpação e uso indevido de qualquer conteúdo do presente website.

A Paramédicos de catástrofe Internacional -PCI reserva-se o direito de atuar judicialmente contra os autores de qualquer cópia, reprodução, difusão, exploração comercial não autorizadas ou qualquer outro uso indevido do conteúdo deste website, rejeitando qualquer responsabilidade por qualquer uso indevido do mesmo, por terceiros.