Apoio aos Peregrinos a Santiago da Compostela

Apoio aos Peregrinos a Santiago da Compostela

Santiago - Mapa

Paramédicos de Catástrofe Internacional, foi incumbida dentro das suas obrigações estatuarias e regulamentos internos na vertente social e humanitária de apoiar de 4 a 12 de setembro, no apoio médico, paramédico e técnico na assistência médica gratuita aos peregrinos que se deslocam a pé à Catedral de Santiago da Compostela para cumprirem as suas promessas de Fé.

Paramédicos de Catástrofe Internacional, prepara-se para intervir em emergências médicas e/ou tratamentos dos peregrinos na área da sua responsabilidade.

Será montado 1 Posto Médico Avançado (PMA).

Disponibiliza no dispositivo os meios humanos e os equipamentos necessários e adequados ao cumprimento da missão de apoio e socorro aos peregrinos a Santiago da Compostela.

Efetiva uma matriz de planeamento flexível que adote uma metodologia operacional que permita minimizar o impacto do grande afluxo de cidadãos aos locais de celebração e assegurar a mobilização, prontidão e empenhamento de um dispositivo especial de apoio aos peregrinos a Santiago da Compostela.

Esta matriz é constituída por meios humanos e equipamentos (terrestres) de resposta operacional pertencentes à PCI, e estruturas, forças e unidades envolvidas no âmbito do safety, capaz de responder com eficácia às ocorrências, no domínio do socorro a população nomeadamente nas seguintes áreas:

1-Emergência Pré-Hospitalar;

2-Apoio ao nível de Acidentes;

3-Assistência Sanitária;

4-Apoio aos Peregrinos perdidos;

5-Apoio Médico e de Enfermagem

6-Apoio paramédico

7-Apoio fisioterapia

8-Apoio de massagista;

9-Outros apoios diferenciados;

10-Apoio na estadia aos peregrinos;

11-Apoio social;

12-Apoio Religioso.

A PCI deverá prestar os primeiros socorros, e emergência médica ou qualquer outra assistência entendida como necessária e adequada aos peregrinos a Santiago da Compostela, tendo para o efeito disponíveis os seguintes meios:

– 20 Técnicos de saúde;

– 1 Posto Médico Avançado;

– 1 Dormitório;

– 1 Refeitório;

– 1 Viatura de Apoio e Logística;

– 1 Viatura de Comando e Coordenação;

– 1 Viatura de Intervenção Rápida;

– 1 Viatura de Catástrofe com material para PMA e triagem;

– 1 Viatura de suporte Imediato de Vida.

Informação de propriedade intelectual

Entende-se por “conteúdo do site“ da Paramédicos de catástrofe Internacional -PCI , toda a informação presente neste portal, nomeadamente texto, imagens, ilustrações, design gráfico, webdesign e software, contactos, entre outros.

Os direitos de propriedade intelectual sobre todos os conteúdos do Jornal On-line que não sejam de fornecimento externo e como tal devidamente identificados, são da titularidade da Paramédicos de Catástrofe Internacional -PCI ,encontrando-se, como tal, protegidos nos termos gerais de direito e pela legislação nacional e internacional existente relativa à proteção da propriedade industrial, dos direitos de autor e direitos conexos, bem como pela lei da criminalidade informática.

Este website contém ainda textos, ilustrações e fotografias que não podem ser copiados, alterados ou distribuídos sem a autorização expressa dos seus autores.

É expressamente proibida a cópia, alteração, reprodução, exibição, difusão, distribuição, armazenamento, transmissão, impressão, ou utilização dos conteúdos deste website, por qualquer forma ou para qualquer propósito, sem a prévia autorização expressa da Paramédicos de Catástrofe Internacional -PCI  ou dos seus autores relativamente ao conteúdo que se encontra licenciado e devidamente identificado. Os Paramédicos de catástrofe Internacional -PCI  e/ou seus diretores e funcionários rejeitam qualquer responsabilidade pela usurpação e uso indevido de qualquer conteúdo do presente website.

A Paramédicos de catástrofe Internacional -PCI reserva-se o direito de atuar judicialmente contra os autores de qualquer cópia, reprodução, difusão, exploração comercial não autorizadas ou qualquer outro uso indevido do conteúdo deste website, rejeitando qualquer responsabilidade por qualquer uso indevido do mesmo, por terceiros.