Médico em urgência

Médico em urgência

Medico Em Urgência

É daquelas pessoas que recorre ao hospital à mínima febre ou dor de cabeça? Saiba que chamar o médico ao domicílio pode ser uma forma segura de primeira triagem, evitando vírus e bactérias hospitalares.

É claro que todos os sintomas merecem atenção, mas também é verdade que é preciso diferenciar os que requerem um atendimento urgente daqueles que podem ser facilmente resolvidos em casa. Também na doença, é no equilíbrio que está a virtude. Por isso, conheça os sintomas e sinais aos quais deve estar atento para saber quando deve chamar o médico ao domicílio ou optar por se dirigir ao hospital.

Gripes e constipações

As gripes e constipações são provocadas por vírus. Os sintomas são, por vezes, semelhantes entre si, existem diferenças importantes:

As constipações duram entre um a dois dias e apresentam os seguintes sintomas:

  • Febre ocasional, geralmente baixa
  • Dores de garganta
  • Tosse
  • Espirros
  • Dores de cabeça
  • Nariz entupido, com pingo, e vias nasais congestionadas
  • Olhos vermelhos e lacrimejantes
  • Perda de apetite
  • Eventuais náuseas e vómitos

A gripe, por outro lado, dura pelo menos uma semana e apresenta sintomas mais graves:

  • Febre elevada
  • Dores musculares
  • Tosse
  • Sensação de secura no nariz e garganta
  • Arrepios e suores
  • Dores de cabeça

A maioria das gripes e constipações não necessita de consulta médica, mas deverá consultar ou chamar o médico ao domicílio nos seguintes casos:

  • Vómitos frequentes
  • Dores de cabeça e de ouvidos intensas
  • Dificuldades em respirar
  • Tosse persistente, com expetoração alaranjada ou com sangue
  • Febre elevada, sem alterações com os medicamentos comuns (paracetamol ou ibuprofeno)
  • Quando passam 48h sem melhorias
  • Na recusa de ingestão de água ou de outros líquidos

Febre

A febre é um dos sintomas mais comuns nas doenças. A temperatura do corpo considerada ideal varia entre 36º e 37ºC. Em geral, a alteração de temperatura é uma reação do organismo a agentes invasivos, nomeadamente infeções. Na maioria dos casos, as infeções que provocam febre têm origem em gripes, viroses e problemas intestinais.

Se a febre estiver acima dos 39ºC é sinal de que deve chamar o médico ao domicílio, pois pode indicar a presença de uma bactéria que necessita de tratamento com antibiótico. Valores abaixo dos 39ºC não são, em geral, tão preocupantes. O médico poderá avaliar o estado através da auscultação ou da observação da garganta, nariz ou ouvidos.

Os sintomas de alerta que devem ser tratados num hospital incluem:

  • Prostração
  • Dificuldade respiratória
  • Vómitos e dores de cabeça intensas que se mantêm ou agravam
  • Lesões cutâneas (borbulhas) que não desaparecem com a pressão local
  • Convulsões.

Dores de cabeça

As dores de cabeça são muito comuns e geralmente não são motivo para preocupação. Na maioria dos casos, os sintomas apenas duram minutos ou algumas horas. Contudo, uma dor de cabeça súbita e severa, juntamente com a sensação de forte rigidez no pescoço e febre e/ou sensibilidade à luz, poderá ser sinal de infeção que requer assistência médica. Nesse caso, poderá optar por chamar o médico ao domicílio.

Deverá dirigir-se ao hospital nos seguintes casos:

  • entorpecimento ou fraqueza, em simultâneo com dores de cabeça, incluindo falhas na fala ou dificuldade em caminhar, pois podem ser sintomas de algo mais grave
  • Visão dupla, turva ou perda parcial da visão, em simultâneo com dores de cabeça
  • Confusão ou perda de consciência, quando acompanhadas por dores de cabeça
  • Dores de cabeça resultantes de lesões ou ferimentos na cabeça

Diarreia

A diarreia pode ser aguda (quando as queixas não se prolongam por mais de duas semanas e na grande maioria dos casos não ultrapassam alguns dias) ou crónica. Nas situações ligeiras, não é necessário recorrer a um médico. Contudo, existem alguns sinais que ajudam a identificar quando deve procurar ajuda.

Deverá consultar um médico ou chamar o médico ao domicílio para avaliação médica e eventual reencaminhamento para o hospital nos seguintes casos:

  • Quando se prolonga por um período superior a 1 semana
  • Presença de sangue nas fezes
  • Emagrecimento
  • Febre elevada e prolongada (duração igual ou superior a 72 horas)
  • Vómitos persistentes
  • Sinais de desidratação.

Chamar o médico ao domicílio é uma alternativa e uma solução para quem precisa de apoio, sem necessidade de sair de casa. Em caso de dúvida sobre a gravidade ou a necessidade de medicação, contactar o médico ao domicílio é sempre uma medida segura de primeira triagem. 

Precisa de um médico em casa?

Porquê esperar em filas de espera quando pode receber um médico na comodidade da sua casa? É com o seu conforto e bem-estar em mente que oferecemos um serviço de qualidade ímpar no que se refere a médicos ao domicílio. Complementamos o nosso serviço com a nossa clínica médica que tem ao seu dispor recursos humanos e as ferramentas necessárias para enfrentar qualquer possível situação de emergência.

 O médico vai a sua casa!

O nosso serviço de médico em casa dispõe de um reduzido tempo de espera para o utente. Simultaneamente, dispomos de linhas telefónicas dedicadas ao atendimento dos utentes para esclarecimento de dúvidas e informações.

O nosso corpo clínico é escolhido de forma criteriosa. Todos os médicos são dotados de competências científicas e humanas de excelência, de forma a providenciar o melhor cuidado aos utentes no conforto da sua casa.

Quando devo chamar um médico ao domicílio?

Médico para Idosos

Contamos com médicos especializados em geriatria que têm experiência em lidar com patologias em utentes com idade superior a 60 anos

Evitar Filas de Espera

É ideal o médico ir a sua casa quando pretende evitar filas de espera. Poderá, assim, aguardar pela chegada do médico no conforto de sua casa.

Situações de Agudização

Em situações de problemas de saúde agudos a deslocação ao hospital pode ser complicada. Nestas situações, opte por um médico ao domicílio.

Não conhece a zona geográfica

Não sabe onde se deslocar para ser atendido por um médico. Não arrisque, o nosso médico vai até si.

5 razões para escolher os médicos ao domicílio 

Contacto Permanente 24 horas

Temos uma linha de atendimento permanente 24 horas por dia, disponível 7 dias por semana (incluindo feriados). Poderá contactar-nos a qualquer altura com as suas dúvidas, requisições ou marcações de consulta.

Pessoas

O corpo clínico é dotado de equipamentos para a realização plena da consulta ao domicílio. A equipa é criteriosamente escolhida, pela sua excelência humana e profissional tendo em visto o cuidado com o utente.

Acompanhamento pós-domicílio

Todos os utentes que usufruam de consultas médicas ao domicílio dispõe de uma linha própria para entrar em contacto com a equipa para expor as suas dúvidas, com possibilidade de falaram diretamente com o médico que acompanha.

Escolha do médico em casa

Quem escolhe o médico que vai a casa é o utente. Entrando em Contacto connosco, pode sempre conhecer e escolher os médicos disponíveis para realização da consulta domiciliar.

Experiência

O nosso corpo clínico é dotado de experiência na realização de domicílios. São dotados de anos de experiência na realização de consultas médicas, e estão sempre em contacto permanente com a equipa para garantir o bem estar do utente.

Garantia de Satisfação da PCI

Trabalhamos no sentido de garantir a satisfação do utente e garantir o seu acompanhamento na clínica ou com Consulta de Médico ao Domicilio . Os nossos utentes apresentam elevados índices de satisfação, sendo esse o principal motor da nossa motivação: procurar e manter a satisfação do utente na nossa clínica em sua casa. Também dispomos de Serviço de Enfermagem ao Domicílio , para sua comodidade.

 

Especialidades:

 

– GERIATRIA

– CARDIOLOGIA

– ORTOPEDIA

– CONSULTA DO VIAJANTE

– CESSAÇÃO TABÁGICA

– MEDICINA GERAL

– CONSULTA DA DIABETES

– CONSULTA HIPERTENSÃO

– CONSULTA DA DOR

– INFECIOLOGIA

– PEDIATRIA

– CONSULTA OBESIDADE

– ENFERMAGEM

– FISIOTERAPIA

– FISIOTERAPIA DOMICÍLIO

– PSIQUIATRIA

– PNEUMOLOGIA

– PSICOLOGIA

Informação de propriedade intelectual

Entende-se por “conteúdo do site“ da Paramédicos de catástrofe Internacional -PCI , toda a informação presente neste portal, nomeadamente texto, imagens, ilustrações, design gráfico, webdesign e software, contactos, entre outros.

Os direitos de propriedade intelectual sobre todos os conteúdos do Jornal On-line que não sejam de fornecimento externo e como tal devidamente identificados, são da titularidade da Paramédicos de Catástrofe Internacional -PCI ,encontrando-se, como tal, protegidos nos termos gerais de direito e pela legislação nacional e internacional existente relativa à proteção da propriedade industrial, dos direitos de autor e direitos conexos, bem como pela lei da criminalidade informática.

Este website contém ainda textos, ilustrações e fotografias que não podem ser copiados, alterados ou distribuídos sem a autorização expressa dos seus autores.

É expressamente proibida a cópia, alteração, reprodução, exibição, difusão, distribuição, armazenamento, transmissão, impressão, ou utilização dos conteúdos deste website, por qualquer forma ou para qualquer propósito, sem a prévia autorização expressa da Paramédicos de Catástrofe Internacional -PCI  ou dos seus autores relativamente ao conteúdo que se encontra licenciado e devidamente identificado. Os Paramédicos de catástrofe Internacional -PCI  e/ou seus diretores e funcionários rejeitam qualquer responsabilidade pela usurpação e uso indevido de qualquer conteúdo do presente website.

A Paramédicos de catástrofe Internacional -PCI reserva-se o direito de atuar judicialmente contra os autores de qualquer cópia, reprodução, difusão, exploração comercial não autorizadas ou qualquer outro uso indevido do conteúdo deste website, rejeitando qualquer responsabilidade por qualquer uso indevido do mesmo, por terceiros.