Emergência Humanitária – Mianmar

 

Oito meses após a eclosão de conflitos no estado de Rakhine, em Mianmar, dezenas de milhares de pessoas continuam sem acesso a cuidados médicos urgentes A organização humanitária internacional Paramédicos de catástrofe Internacional –PCI pede que as autoridades governamentais e os líderes comunitários garantam à população de Rakhine uma vida sem medo da violência, de abusos e perseguições e a possibilidade de assistência humanitária aos mais necessitados. Desde os surtos de violência , as comunidades que anteriormente viviam lado a lado, ou mesmo misturadas, permanecem extremamente divididas. Milhares de pessoas perderam suas casas e estão vivendo em acampamentos improvisados, sem acesso a cuidados de saúde, água limpa e suprimentos básicos. De acordo com levantamentos oficiais, a
grande maioria dos deslocados pertence a uma minoria muçulmana, conhecida como rohingya.“É entre as pessoas que estão vivendo nos acampamentos improvisados em campos de arroz ou em outros pedaços de terra lotado .“A constante insegurança e as repetidas ameaçam e intimidações feitas por um grupo pequeno – mas influente – da comunidade de Rakhine. Quando chegar o momento do parto, elas não poderão ir a um centro de saúde e terão de ter os bebés aqui, na lama, sem  a assistência de um médico Infecções de pele, verminoses, tosses cronicas e diarreia são as doenças mais comuns observadas durante as mais de 10 mil consultas médicas realizadas nos acampamentos. As taxas de desnutrição variam, mas em diversos acampamentos, o teste rápido apontou números alarmantes de crianças com desnutrição severa. Embora haja disponibilidade de água limpa em quantidade suficiente, o acesso a ela é negado para alguns dos deslocados. “O único lago com água potável que temos é o que dividimos com o gado do vilarejo vizinho. A cinco minutos daqui há um lago com água limpa cristalina, mas não ousamos ir até lá”, conta outro homem de Pauktaw. Paramédicos de catástrofe Internacional esta atento a situação no pais caso
seja necessário ira enviar uma equipa de emergência humanitária para missão exploratória
de emergência.