Cólera

A cólera causa diarreia aguda e vómitos, podendo levar à morte por desidratação em questão de horas. As epidemias geralmente eclodem em áreas muito populosas e que não contam com saneamento básico ou colecta de lixo. A situação se agrava ainda mais nas estações chuvosas, aumentando o risco de contaminação das reservas de água potável.

A cólera é transmitida por uma bactéria. Uma pessoa pode ser contaminada ao ingerir a bactéria junto com alimentos e água, ou ao entrar em contacto com fezes e vómitos de alguém infectado. A contaminação das reservas de água e alimentos pode causar surtos da doença.

A bactéria leva as células da parede do intestino a secretaria grandes quantidades de fluidos, levando à diarreia e vómitos. Um paciente em tratamento pode perder até 50 litros de líquidos. Sem acompanhamento médico, uma pessoa infectada pode morrer de desidratação em poucas horas.

A forma mais eficaz de prevenir o alastramento da doença é cortar o círculo de transmissão, através do acesso à água limpa e material para higiene pessoal, além da organização de campanhas de esclarecimento sobre a necessidade de lavar as mãos, tratar os detritos e proteger as reservas de água. Neste caso, os engenheiros sanitários e logísticos de PCI têm um papel primordial.

A Associação PCI desenvolveu kits de tratamento contra cólera para garantir uma rápida assistência aos doentes, além de montar centros de tratamento da doença em áreas onde há surtos. A cólera é tratável e, na maioria dos casos, as equipes das Associação PCI conseguem reduzir os casos fatais a menos de 1%.