Prevenção e combate do VIH-SIDA – Guiné-Bissau

Contexto

A população guineense já tem beneficiado de campanhas de IEC por parte de várias organizações e tem ao seu dispor alguns centros de
aconselhamento e despistagem voluntários (CADV) aos quais pode recorrer para a detecção do vírus. Infelizmente, estes centros não são suficientes, apresentam ainda uma fraca aderência da população e concentram-se maioritariamente na capital. O facto do país ainda não conseguir reduzir o seu estado de extrema vulnerabilidade face à doença deve-se por um lado à falta de recursos materiais e por outro à escassez de técnicos de saúde qualificados. Perante esta situação, PCI  iniciou em 2008 um projecto de prevenção em Bissau, numa das zonas com maior prevalência do país, a área sanitária de Farim  (8,5 %, de acordo com dados do Projecto de Saúde de Farim ). No primeiro ano realizou um programa de informação, educação e comunicação (IEC) destinado aos jovens, formou técnicos de saúde e abriu um CADV no Centro de Saúde (CS) de Farim . A experiência acumulada e a colaboração com as autoridades sanitárias comprovaram
a necessidade de reforçar e alargar as actividades na área do VIH/SIDA. Neste sentido, o projecto que agora se apresenta visa, por um lado, alargar a área geográfica de acção no combate à propagação do VIH/SIDA e, por outro lado, solidificar a estratégia de intervenção adoptada pela organização.

Objectivo Geral

Diminuir a prevalência de VIH/SIDA e IST na Guiné-Bissau.

Objectivos Específicos
Aumentar a 50% de pessoas com acesso à atenção integrado ao
VIH (ADV e PTMF).

Diminuir a 30% de pessoas que apresentam comportamentos de risco face ao
VIH/SIDA.