Nadador Salvador

nadador salvador

 

Curso de Nadador Salvador – 150 horas

 

Introdução

A componente de formação técnica do Curso de Nadador Salvador (CNS) surge na sequência da Lei nº 68/2014 de 29 de agosto.
De acordo com o artigo 4º da referida lei “Nadador Salvador” é a pessoa habilitada com o curso de nadador salvador certificado ou reconhecido pelo Instituto de Socorros a Náufragos (ISN), a quem compete, para além dos conteúdos técnicos profissionais específicos, informar, prevenir, socorrer e prestar suporte básico de vida em qualquer circunstância nas praias de banhos, em áreas concessionadas, em piscinas e outros locais onde ocorram práticas aquáticas com obrigatoriedade de vigilância.
Com o curso de nadador salvador o formando deverá ficar apto a identificar tipos, características e utilizar os diferentes equipamentos de salvamento aquático; utilizar técnicas de utilização de sistemas de comunicação; utilizar as técnicas de salvamento aquático tanto em água salgada como doce; utilizar técnicas de salvamento aquático especificas para salvamento em piscinas e recintos aquáticos; utilizar técnicas de simulação de acidentes em ações de prevenção; colaborar com o ISN e agentes da autoridade ou outras entidades de acidentes no meio aquático e usar uniforme de acordo com o regulamento em vigor, permitindo a identificação por parte dos utilizadores e autoridades de que se encontra no exercício da sua atividade profissional.
​O curso é de natureza teórico, teórico-prático e prático, incluindo a prática pedagógica e a prática simulada, contribuindo assim, para o desenvolvimento de conhecimentos, atitudes e competências que preparam os formandos para o desempenho das suas funções de forma profissional como NS.(Sitio do ISN)

Programa do curso:

Enquadramento histórico, Legal e cívico do nadador salvador – 18h
Enquadramento legal relacionado com a atividade profissional e as normas de conduta do nadador salvador:
Enquadramento histórico do ISN

– A evolução histórica da assistência a banhistas

– Legislação em vigor que defina:

– As competências do ISN

– O regime jurídico aplicável ao nadador-salvador

– A atividade profissional do nadador-salvador

– Os uniformes do nadador-salvador

– Os equipamentos e materiais a serem utilizados pelos nadadores-salvadores

– A sinalética

– O regime sancionatório aplicável ao nadador-salvador

– Regras de abordagem perante um banhista.

– Regulamento e normas de conduta de nadador-salvador

– Conduta profissional

Prevenção para os banhistas utentes e para o nadador salvador:
Conselhos aos banhistas
Perigos ambientais
Principais problemas ambientais associados à profissão do nadador-salvador
Promoção de boas práticas para o meio ambiente
Higiene, Saúde e Segurança no Trabalho (HSST)

– A importância da HSST para o nadador-salvador

– Perigos e riscos para o nadador-salvador

Saúde ocupacional

– Melhorar aspetos da saúde do nadador-salvador

– Aspetos específicos para melhorar a condição física

Morfologia e material de Praias – 10h
Praias
Definição
Praias marítimas

– Tipos de ondas

– Correntes

– Marés

Praias fluviais

– Perigos ambientais

Material e equipamentos de assistência banhistas
Planos Integrados

– Plano Integrado de Assistência a Banhistas (PIAB)

– Plano Integrado de Salvamento (PIS)

– Dispositivo de Segurança

Classificação riscos e dispositivos de segurança em piscinas – 10h
Piscinas
Definição
Classificação e tipologia
Perigos e riscos

– Ambientais

– Humanos

Material e equipamentos de assistência a banhistas
Plano Integrado

– Dispositivo Segurança (DS)

Sistemas de vigilância
Sistemas de observação
Sinalética

Abordagem geral de noções básicas de primeiros socorros – 25h
– O Sistema Integrado de Emergência Médica – SIEM

– Componentes, intervenientes e forma de funcionamento

– Número europeu de socorro 112

– Cadeia de sobrevivência

– Conceito e importância

– Elos e princípios subjacentes

-Riscos para o Reanimador

– Riscos para o reanimador e para a vítima

– Condições de segurança e medidas de proteção universais

– Manobras de Suporte Básico de Vida

– Conceito de acordo com o algoritmo vigente

– Procedimentos e sequência

– Insuflações e compressões torácicas

– Problemas associados

-Posição Lateral de Segurança

– Como e quando a sua utilização

-Obstrução da via aérea

– Situações de obstrução parcial e total

– Tipos e causas de obstrução

-Exame à vítima

– Estado de consciência da vítima e permeabilidade da via aérea

– Características da respiração, pulso e pele

-As emergências médicas mais frequentes

– Principais sinais e sintomas

– Principais cuidados a prestar

– Problemas cardíacos

– Problemas respiratórios

– Acidente vascular cerebral

– Diabetes

– Crises convulsivas

– Situações de intoxicação

– Limites de intervenção na perspetiva de cidadão e de auxiliar de saúde

-Principais tipos de traumatismos

– Traumatismos de tecidos moles (feridas e hemorragias)

– Queimaduras

– Traumatismos dos membros

– Limites de intervenção na perspetiva de cidadão e de auxiliar de saúde

-Tarefas que em relação a esta temática se encontram no âmbito de intervenção do técnico/a Auxiliar de Saúde

– Tarefas que, sob orientação de um profissional de saúde, tem de executar sob sua supervisão direta.

– Tarefas que, sob orientação e supervisão de um profissional de saúde, pode executar sem apoio.

Primeiros socorros específicos do salvamento aquático – 12h

– Conceito e importância

– Elos e princípios subjacentes

Riscos para o Reanimador

– Riscos para o reanimador e para o náufrago

– Condições de segurança e medidas de proteção universais

Manobras de Suporte Básico de Vida aplicado ao afogamento

– Conceito de acordo com o algorítmico vigente

– Procedimentos e sequência

– Insuflações e compressões torácicas

– Problemas associados

Oxigeno terapia

– Conceito e importância

– Métodos para administrar oxigénio

– Equipamentos para a administração de oxigénio

– Cuidados a ter na administração do oxigénio

Técnicas de resgate aplicáveis ao salvamento no meio aquático – 50h
Fases do salvamento (algoritmo do salvamento)

– Reconhecimento

– Planeamento

– Ação

Tipos de náufragos

– Naufrago consciente cansado

– Náufrago consciente em pânico

– Náufrago aparentemente inconsciente

Triagem de náufragos
Técnicas de entrada na água

– Em deslize

– Corrida e nado

– Salto na passada

– Mergulho

Técnicas de aproximação ao náufrago
Técnicas de salvamento com meios

– Boia circular

– Boia torpedo

– Cinto de salvamento

– Vara de salvamento

– Carretel

– Prancha de salvamento

Técnicas de salvamento sem meios

– Reboque convencional

– Reboque pelos maxilares

– Reboque pelas axilas

– Reboque com braços em V

– Reboque cruzado

Técnicas de libertação

– Estrangulamento de frente

– Estrangulamento de costas

– Prisão das mãos

– Gravata de frente

– Abraço de costas com prisão dos braços

– Prisão de dois pés

Aplicar técnicas de evacuação do náufrago da água
Praia

– Marcha com assistência ao náufrago

– Arrasto

– “À bombeiro”

– A dois

Piscina

– Declive suave

– Declive acentuado

Sinalética entre nadadores-salvadores

Treino da condição física – 25h
Natação

Aperfeiçoamento das técnicas

   – Crawl

– Bruços

– Costas

– Mariposa

– Natação de salvamento

– Treino de velocidade e resistência

Corrida

– Aperfeiçoamento da técnica de corrida

– Treino de velocidade e resistência

Objetivos formativos

No final do Curso de Nadador Salvador os formandos serão capazes de:

– Identificar tipos, características e utilização dos diferentes equipamentos de salvamento aquático;
– Utilizar técnicas de operação de sistemas de comunicação;
– Utilizar técnicas de salvamento aquático;
– Aplicar técnicas de suporte básico de vida adaptado ao meio aquático;
– Utilizar técnicas de salvamento aquático em zonas de água doce;
– Utilizar as técnicas de salvamento aquático especifica para salvamento em piscinas e recintos aquáticos;
– Utilizar as técnicas de simulação de acidentes em ações de prevenção;
– Quando habilitado para o efeito, utilizar em contexto de assistência a banhistas os meios complementares adstritos à segurança balnear;
– Colaborar com o ISN e agentes da autoridade ou outras entidades habilitadas em matérias de segurança dos banhistas, designadamente na vigilância e prevenção de acidentes no meio aquático;
– Usar uniforme, de acordo com o regulamento em vigor, permitindo a identificação por parte dos utilizadores e autoridades de que se encontra no exercício da sua atividade profissional.
– Dotar os formandos de capacidades e competências na área do salvamento aquático para desempenharem funções como nadador salvador.

Destinatários

Todos aqueles que tenham interesse e cumpram os requisitos mínimos de acordo com a legislação em vigor.

Requisitos gerais

– Ser maior de idade na data das provas de admissão;
– Apresentar atestado médico comprovativo da robustez física e perfil psíquico para o exercício da atividade de nadador-salvador;
– Possuir escolaridade mínima obrigatória;
– Apresentar documento que ateste as atividades profissionais desenvolvidas e outros elementos relevantes para a avaliação da sua capacidade para a frequência do curso a que se candidatam;
– Ter domínio da língua portuguesa e conhecimentos de língua inglesa.

 

Requisitos Específicos

O ingresso na categoria de nadador-salvador implica ser aprovado no exame de admissão ao curso que habilita ao ingresso nesta categoria, do qual devem constar as seguintes provas:

– Nadar 100 m livres, exceto decúbito dorsal, no tempo máximo de 1 minuto e 50 segundos;
– Natação subaquática durante o tempo mínimo de 20 segundo;
– Nadar 25 metros em decúbito dorsal, no tempo máximo de 1 minuto e 50 segundos
– Apanhar dois objetos a uma profundidade mínima de 2 metros;
– Percorrer uma distância de 2400 metros em terreno sensivelmente plano num tempo máximo de 14 minutos.

Perfil de saída

O Nadador-Salvador é o profissional que exerce a atividade de salvamento em meio-aquático, onde se incluem as praias, as piscinas e outros locais onde ocorram práticas aquáticas, utilizando os meios, os procedimentos e as técnicas adequados.
Este profissional possui, igualmente, competências para o exercício de atividades relacionadas com informação, prevenção, socorrismo e suporte básico de vida, em qualquer circunstância, no âmbito do salvamento aquático.

Formato e carga HORÁRIA do curso

Presencial com uma carga horária de 150 horas

Valor por Formando:

150€

Curso Certificado por:

DGERT/ ISN/INEM

Acreditação

Paramédicos de catástrofe Internacional – PCI vem por este meio divulgar que é Escola de Formação de Nadadores Salvadores Profissional conforme a Portaria Nº373/2015 de 20 de Outubro. Desde 14 de Marco 2018 .

Ficando acreditada com o numero de certificado Nº 01/2018 de acordo com o modelo aprovado pelo despacho do diretor do ISN Nº 06/2016, de 04 de Abril de 2016.