Educação para o Desenvolvimento

“A ED é um processo de aprendizagem activa, fundado nos valores de solidariedade, igualdade, inclusão e cooperação. Permite que as pessoas passem de um estado de sensibilização das prioridades do desenvolvimento internacional e de desenvolvimento humano sustentável para a compreensão das causas e efeitos das questões globais apelando a um envolvimento pessoal e acção informada.”

A perspectiva da PCI-Paramédicos de Catástrofe Internacional sobre a Educação para o Desenvolvimento (ED) parte dos seguintes pressupostos:

  • Existência de uma tomada de consciência, que advém de um processo de reflexão, sobre os problemas e as desigualdades mundiais;
  • Reconhecimento da importância da acção perante esses problemas e realidades;
  • Com base em valores de solidariedade, justiça, equidade social, co-responsabilidade e cooperação, e que visem a formação integral das pessoas;
  • Centralidade conferida às realidades e percepções do «sul» ou das «periferias» num sistema de interdependência norte-sul e ou centro-periferia;
  • Explicitação das causas estruturais dos problemas globais e locais, das desigualdades e das injustiças;
  • Questionamento do desenvolvimento, tanto na sua vertente teórica como prática;
  • Âmbitos educativos: educação formal, não formal e informal.

Metodologias: privilegia a participação, a horizontalidade, a construção colectiva e cooperativa do conhecimento e da acção.