Coordenador de Projetos

Quais as suas funções e responsabilidades:

– Representa PCI – Paramédicos de Catástrofe Internacional às comunidades locais, às autoridades e para com as agências da ONU e outras organizações não governamentais na área do projeto, tendo sempre em conta os objetivos do projeto e estratégias do mesmo;

– Responsável por implementar e propor as atividades do projeto, coordenando uma boa utilização dos recursos médicos, logísticos, financeiros e humanos;

– Responsável pela avaliação e monitorização da segurança;

– Apoio à equipa ou equipas nas análises de dados médicos, sinais de grande afluência e qualidade de atendimento;

– Mantém o bom funcionamento das estruturas de saúde e das atividades psicossociais;

– Coordenar a sua equipa com os apoios na área em questão;

– Promove a identidade e os princípios fundamentais dos PCI – Paramédicos de Catástrofe Internacional como uma organização médica humanitária independente;

– Negociação com os diferentes órgãos interessados no projeto;

– Responsável pela gestão de recursos humanos de uma equipe multicultural e multidisciplinar, incluindo a supervisão de pessoal local e internacional;

– Constrói e gere propostas de projetos, orçamentos e avaliações;

– Em colaboração com o administrador do projeto, assegura a correta aplicação da administração, incluindo contabilidade e administração salarial do pessoal nacional;

– Fornece relatórios mensais regulares sobre o projeto, segurança e questões relevantes;

– Coordenação com a equipa de gestão do país em questão;

– Apoio na elaboração de candidaturas para financiamento para entidades nacionais e internacionais;

– Organização do planeamento de segurança da missão a ser implementada internacionalmente;

– Contratação e seleção de recursos humanos diretos para o projeto;

– Contratação de equipamentos e viaturas para a execução do projeto.

 

Quais são os requisitos básicos:

– Experiência profissional em gestão de projetos, internacionais e nacionais em gestão na área da saúde;

– Experiência profissional significativa em países em desenvolvimento ou em contextos de emergência humanitária;

– Vasta experiência no exterior (profissional ou viagens) e experiência em ambientes remotos e hostis;

– Experiência em gestão de pessoas e habilidades de comunicação para trabalho em equipa multidisciplinar;

– Experiência em supervisão, gestão e treinamento;

– Alta capacidade de organização e estratégia;

– Capacidade em gestão de segurança;

– Afinidade com questões humanitárias e médicas e em situações de crise complexas e de exceção ;

– Excelente habilidades para negociação e diplomacia;

– Excelente habilidade para resolução de problemas;

– Disponibilidade para trabalhar em ambientes instáveis;

– Capacidade de representar PCI – Paramédicos de Catástrofe Internacional com os seus homólogos nacionais e internacionais;

– Compreensão profunda dos princípios humanitários e do direito internacional humanitário;

– Habilidades de boa liderança;

– Habilidades de boa comunicação;

– Sólido domínio do Português e Inglês;

– Experiência em outras ONG no âmbito da emergência humanitária

 

Dá-se prioridade ao candidato que seja possuidor de formação no âmbito de emergência médica ( Paramédico ) ou da área da saúde licenciado e com formação no âmbito de gestão e administração hospitalar ou de unidades de saúde, assim como formação em medicina tropical.