“As necessidades de saúde no Afeganistão”

No Afeganistão como na maioria dos contextos de conflito armado a insegurança tem um efeito adverso sobre a saúde da população e o acesso aos serviços de saúde. A atenção foram para as regiões onde a luta foi mais intensa e prolongada e onde muitos centros de saúde rurais já não funcionam.
Paramédicos de Catástrofe Internacional tem uma política de “não às armas” nas estruturas de saúde em que actua.
“Não às armas em hospitais e centros de saúde está bem estabelecida como parte da prestação de cuidados de saúde, no entanto o Afeganistão foi o primeiro país conflituoso em que eu testemunhei uma grande presença de pessoas armadas dentro dos hospitais”