Ajuda humanitária no Chade

Dezenas de milhares de refugiados e repatriados do Chade que fugiram de violentos confrontos no vizinho Darfur desde o início de Janeiro. Até o momento as equipes médicas realizaram consultas para 4.700 pacientes incluindo refugiados, repatriados e a população local das três regiões e mais de 200 crianças desnutridas foram tratadas em centros de nutrição terapêutica. Desde que Paramédicos de Catástrofe internacional–PCI passou a prestar suporte ao hospital de Tissi, 24% de todas as interacções estiveram relacionadas à violência.

“Nós permanecemos preocupados com os que estão impossibilitados de chegar aos acampamentos no Chade ou que estejam expostos à violência ou sem acesso à assistência humanitária”

Paramédicos de Catástrofe Internacional–PCI ampliou a distribuição de itens de primeira necessidade com a entrega de 2.500 kits para repatriados de diferentes regiões e está a prestar suporte directamente ao campo de refugiados de Ab Gadam na construção de 200 latrinas e a provisão de água por caminhão pipa. A situação no acampamento continua crítica apenas dez litros de água são distribuídos por dia por pessoa que é metade da quantidade mínima recomendada para suprir as necessidades básicas de uma pessoa.