A doença do sono



A doença do sono, ou Tripanossomíase africana, é uma doença fatal e negligenciada que atinge 36 países da África Subsaariana. Mais de 60 milhões de pessoas vivem em áreas de risco e estima-se que 70 mil estejam infectadas.

O mal é causado por infecção pelos parasitas Trypanosoma brucei gambiense ou rhodesiense. É transmitido pela picada de moscas tsé-tsé infectadas. No primeiro estágio da doença o diagnóstico é difícil, porém o tratamento é relativamente simples. O segundo estágio é caracterizado por diversos sintomas neurológicos que, sem tratamento adequado, levam inevitavelmente ao coma e à morte.

O maior obstáculo na luta contra a doença é a falta de novos e melhores medicamentos e métodos de diagnóstico. O remédio mais usado foi desenvolvido em 1949 e é altamente tóxico. A droga falha na cura de cerca de 30% dos pacientes, e mata 5% dos que a recebem.